Philos + Sophia = Philosophia
 
 

Espaço de reflexão e de edição de textos de filosofia

 
 

A Filosofia é uma concepção do mundo e da vida, é amor pela sabedoria, é reflexão crítica e investigativa do conhecimento e do ser. António A. B. Pinela

 

Início EuroSophia Filosofia Filósofos Educação Glossário Ajuda Contacto Utilização de textos
 

Que é a filosofia?A filosofia e os filósofos, O ensino da filosofiaO estudo da filosofiaPara que serve a filosofia. Mais

 
   

A aventura do conhecimento científico

 

O Homem já produziu tão elevado grau de conhecimento e certeza que, não raro, se surpreende com as suas próprias realizações. Que conhecimento não inventou e produziu já o homem?

Para só mencionar dois ramos do saber – a Medicina e a Astronomia –, já pensou nos progressos extraordinários que o homem tem operado (apenas no século XX) nestes domínios da Ciência? Vejamos alguns exemplos:

Medicina – Em 1929 (EUA) inventa-se o pulmão artificial; em 1944 (Holanda), o primeiro rim artificial; em 1953 (EUA), a máquina-pulmão; em 1954 (EUA), a primeira válvula cardíaca para seres humanos; em 1964 (EUA), a primeira transplantação de pulmão; em 1967 (África do Sul), a primeira transplantação de Coração humano; nos dias de hoje, já se introduzem, no peito humano, "máquinas-coração", com sucesso, com a finalidade de, por este meio, prolongar a vida e melhorar sua qualidade. É admirável!

No que concerne à Astronomia, o homem tem multiplicado esforços no sentido de ampliar os seus conhecimentos sobre o espaço sideral, a sua constituição, formação e evolução, bem como a posição do homem face ao contexto cósmico. Neste sentido, para além das investigações que exerce por meio de sondas, satélites e outros instrumentos auxiliares capazes de 'pesquisa', o homem projecta-se para a navegação acima da atmosfera terrestre e dá inicio à astronáutica.

O trabalho realizado, até então, possibilitou que no dia 12 de Abril de 1961, Gagarin, astronauta russo, se tivesse convertido no primeiro cosmonauta, a bordo da nave Vostok I, a efectuar um voo no espaço; em 20.02.1962, é a vez de John Glenn sair para o espaço a bordo de Mercury IV; em 16.07.1969, ocorre o feito mais apetecido e esperado: cabe ao cosmonauta norte-americano Armstrong ser o primeiro homem a pisar solo lunar, com Apolo XI; em 15.07.1975, uma nave americana, Apolo, e uma outra soviética, Soyus, unem-se em órbita, separam-se e regressam à Terra; em 12.04.1981, foi lançado, com êxito, o STS-l Colombia, que regressou à Terra depois de cumprir a sua missão, após ter completado trinta e seis voltas na órbita da Terra, durante 54 horas e meia. O Vaivém Espacial americano fez as suas viagens de pesquisa com normalidade, embora tenhamos que registar o trágico acidente aeroespacial do Challenger, que iria fazer o voo designado "Missão 51-L", mas que explodiu (às 11H40 locais, 16H40 de Lisboa, de terça-feira, do dia 28.01.1986), tornando-se numa bola de fogo que não deu hipóteses de sobrevivência aos seus sete tripulantes que seguiam a bordo, entre eles, duas mulheres, uma das quais, a professora liceal Christa McAuliffe que se havia preparado para proferir do espaço duas lições: uma sobre os pormenores do dia-a-dia a bordo da nave e outra, com o título "onde estivemos, para onde vamos, porquê", que se destinava a ajudar os estudantes a compreender os objectivos da exploração espacial. As lições deveriam ser transmitidas pela Televisão e vistas por dezenas de milhares de estudantes.

O homem inventa, cria e aperfeiçoa conhecimentos, métodos e técnicas que lhe possibilitam não só consolidar como ampliar os seus conhecimentos para que possa, cada vez mais e com maior profundidade, vislumbrar algo mais do muito – inesgotável – que está para além de si. Esta vontade de saber é a consequência lógica da nossa tomada de consciência que nos diz que o muito que já sabemos é, afinal, quase nada comparado com a imensidão do desconhecido que não sabemos.

É este desejo de saber que projecta o homem para a aventura em demanda do Macrocosmos. No entanto, façamos esta pergunta geral: se o homem já sabe tanto do grande Cosmos, que sabe de si (microcosmos)? Mais concretamente, formulemos as seguintes questões: Que é o Homem? Qual a sua origem? É ele manifestação da Criação? É o resultado de um processo evolutivo? E qual o seu destino?

Para estas ou outras questões, de semelhante teor, seremos capazes de algum dia encontrar as respostas concretas? Tenhamos, pele menos, a capacidade de manter a curiosidade de pesquisa e a fé no saber. (António Pinela, Reflexões, Março de 2006).

 
 

LIVROS / EBOOKS

 

FILOSOFIA

 

Para que serve a filosofia

A Fundamentação Metafísica da Esperança em Gabriel Marcel

Vergílio Ferreira e o Existencialismo

A Razão Universal em Álvaro Ribeiro

A Felicidade Segundo Santo Agostinho

A desigualdades entre os homens segundo Rousseau

Felicidade e Natureza Humana Segundo David Hume

 

EDUCAÇÃO

 

Organização e Desenvolvimento Curricular

Como Organizar Um Trabalho Escolar

Ciências da Educação: Glossário

 

ARQUIVO

 

O pensamento mítico

Pensamentos

Programas de Filosofia (10.º, 11.º e 12.º anos) V

Provérbios

Sabia que...

Os Sete sábios da Grécia

 
© 2003-2016 EuroSophia.com - Todos os direitos reservados Utilização de textos
EuroSofia é um espaço de reflexão e de edição de textos Última actualização: 01/01/16

Contacto