A Filosofia é uma concepção do mundo e da vida, é amor pela sabedoria, é reflexão crítica e investigativa do conhecimento e do ser. António A B Pinela

Início EuroSophia Filosofia Filósofos Glossário Contacto Os meus livros/eBooks
 

Idosos de Portugal, uni-vos!

 

Para as suas poupanças, este governo (de Passos/PSD – Portas/CDS) corta em tudo o que ainda mexe. Mas quem mais tem sofrido com esta ferocidade destruidora têm sido os funcionários públicos e os reformados e pensionistas. Então, os pensionistas, que já são velhos, dão trabalho e, amiúde, adoecem, e não têm poder reivindicativo, têm sido o "bode expiatório" desta governança social-democrata/democrata cristã. Ao ouvir estes senhores, ficamos a saber que, para eles, os velhos têm a obrigação de morrer, são "uns empatas", não estão cá a fazer nada e são um empecilho à regularização das contas públicas do Estado! Por isso, IDOSOS/REFORMADOS E PENSIONISTAS de Portugal uni-vos contra este governo, senão temos que partir para o outro Mundo, para ele/governo poupar os milhões que lhe faz falta, segundo os seus critérios e compromissos que assumiu com a famigerada troika; com os bancos, com assessores pagos a preço de ouro, etc.

Mas quando me refiro aos pensionistas, estou a pensar naqueles que têm uma longa carreira contributiva para CGA, que são os mais visados. É neste ponto que me interrogo: é justo cortar nestes pensionistas? Porque não cortam naqueles que descontaram uma dúzia de anos, ou nem tanto, e auferem pensões elevadas ou mesmo elevadíssimas, se comparadas com aquelas que auferem o comum dos portugueses? Creio que não preciso indicar nomes, Passos Coelho sabe muito bem quem eles são. Basta olhar para o seu Partido e, provavelmente, encontrará quem está nessa situação. Porquê? Será que as pessoas que estão a beneficiar desta disposição ficam bem com a sua consciência, quando observam que o governo está a “lixar” o Zé, que, em muitos casos, nem ganha para se alimentar?

Onde está a ética governativa, onde está a moral dos políticos que admitem semelhante desigualdade? Porque não corrigem estas situações? Ou para estes casos, a retroactividade é inconstitucional, mas para o Zé Povinho não é?

Que democracia é a nossa? Que liberdade criámos com o 25 de Abril? Onde está a justa repartição dos rendimentos?

A conclusão a que chego, sem reflectir muito, é que o governo despreza o povo e, em particular, os velhos. Aliás, estes são mesmo o alvo a abater. E vão consegui-lo: cortando, cortando… nas pensões, aumentando as taxas moderadoras, anulando apoios que alguns doentes tinham, como os doentes oncológicos. Não estou a falar por ouvir dizer.

Referindo-me a mim próprio, já não sou um menino que quer fazer carreira nalgum partido, num governo, na Europa ou em qualquer Banco ou Empresa; já passei dos 70. Comecei a “vergar a mola” com 10 anos de idade; trabalhei 55 anos; descontei, 40 anos para a Segurança Social e para a CGA. E como eu, tantos outros…

Antes de me aposentar, dirigi-me à CGA, em Lisboa, apresentei o meu histórico de descontos. Disseram-me, naquela Instituição, quanto iria auferir de pensão mensal. Tudo isto com base num CONTRATO que eu e o Estado assinámos, havia já muitos anos. Enquanto estive no activo, nunca me foi proposto que alterássemos o contrato. E assim me aposentei acreditando que vivia num Estado de Direito, e que este iria cumprir com as suas obrigações, porque eu confiei-lhe as minhas poupanças (descontos mensais), para que as capitalizasse e, assim, quando eu precisasse, na reforma, ser-me-iam devolvidas em parcelas mensais. Com que direito e legitimidade quer, agora, este governo, retirar-me o que é meu? Sinto-me enganado pelo Estado, representado, nestes últimos dois anos, por Pedro Passos Coelho. Para mim e, infelizmente, para a maioria dos portugueses, o Estado deixou de ser uma “Pessoa de Bem”.

Mas, senhores do poder, não se esqueçam que o poder é efémero, é transitório, e os reformados são uma força poderosa: têm, além do poder da palavra, o poder do voto. Oportunamente, façamos valer este poder. Os idosos não se estão a lixar para as eleições (António A. B. Pinela, Reflexões, Sábado, 11.05.13)

 
 

LIVROS/EBOOKS

 

Horizontes da Filosofia

 
Para que serve a Filosofia
|

Organização e Desenvolvimento Curricular

(Est. universitários, professores)

 

A Fundamentação Metafísica da Esperança em Gabriel Marcel

|

Como Organizar Um Trabalho Escolar

(ens. secundário, universitário)

 
Vergílio Ferreira e o Existencialismo
 

Ciências da Educação: Glossário

 

A Razão Universal em Álvaro Ribeiro

!

Rousseau denuncia as causas das desigualdades

|

A felicidade segundo Santo Agostinho

|

Felicidade e Natureza Humana Segundo David Hume

 

EDUCAÇÃO/ENSINO

 
Disputatio International Journal of Philosophy
Encyclopédie de la philosophie
Educação

Ensino da filosofia

Erasmus
Estudo da filosofia

Filosofia (Prog. ens. secundário)

Filosofia (Discip. ens. superior)

Filosofia (textos)

Filósofos (biografias breves)

Glossário
Philosophie & religion
Stanford Encyclopedia of Philosophy
 

CONSULTA ÚTIL

 
Ciberdúvidas

Amnistia Internacional

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Lusofonia (CPLP)

ONU

UNESCO

União Europeia

 

ARQUIVO

 

Pensamentos

Provérbios

Sabia que...

Sete sábios da Grécia, Os

 
© 2003-2018 eurosophia.com - Todos os direitos reservados Utilização de textos

Contacto

EuroSofia é um espaço de reflexão e de edição de textos

Última actualização: 06/03/18