A Filosofia é uma concepção do mundo e da vida, é amor pela sabedoria, é reflexão crítica e investigativa do conhecimento e do ser.

António Pinela

EuroSophia é um espaço de reflexão e de edição de textos.

Início     EuroSophia   |   Filosofia   |   Filósofos    eBooks   |   Glossário   |   Utilização de textos   |   Contacto

Os horizontes que temos do mundo

 

Vivemos num mundo que nos é familiar, no qual desenvolvemos experiências e saberes. É com as coisas do mundo que nos relacionamos: objectos, pessoas; manifestações culturais, políticas e sociais; acontecimentos, coisas.

 

É assim que, desde o nascimento, o ser humano vai tendo experiências: primeiro com a família (a mãe, primeiro): faz as primeiras aprendizagens que são essências para o seu percurso; depois, consigo próprio: a experiência de que tem um corpo, que vê modificar-se no decurso do seu crescimento; com os amigos: faz a assimilação dos valores sociais; na escola: adquire conhecimentos, capacidades, competências e valores; com a envolvência social: adquire a formação cívica e cultural; com os diversos objectos do mundo que o rodeia: adquire o conhecimento que lhe permite a vivência concreta. Deste modo, a familiaridade que temos do mundo é o resultado da construção das significações que adquirimos pela educação, cultura, tradição, hábitos, usos e costumes.

 

Significações que possibilitam que cada pessoa construa uma imagem, mais ou menos nítida, do que é o mundo, no qual desenvolve as vivências que se traduzem por experiências significativas. É com o saber desta experiência que vamos construindo um mundo à nossa medida, denominado o nosso mundo. Todas estas imagens que perduram, construídas num espaço e no tempo, pelos sujeitos da experiência, têm em comum uma estrutura fundamental: são as imagens de um mundo que cada um constrói e ocupa, de um determinado ponto de vista, no qual as coisas, situações e acontecimentos se distinguem, a partir dos conceitos que delas criamos.

 

Que mundo é este que conceptualizamos? É o mundo de cada um de nós, tal qual o sentimos e vivemos. Este horizonte que temos do mundo é construído de um modo subjectivo-relativo, que se limita ao âmbito da nossa vivência. Porquanto, cada um de nós vive a sua própria experiência, e não as experiências alheias (António A. B. Pinela, Horizontes da Filosofia, 2017, pp. 67-69). Ler mais

 
 
 

REFLEXÕES

Imagens perturbadoras

A crítica

Contradições da Natureza Humana

Das coisas simples se faz filosofia

Desconsideração pelos bens do espírito

Ética e cidadania

Exigências do rigor reflexivo

Filosofar requer reflexão

Muito se diz sobre a filosofia

Natureza Humana

Os horizontes que temos do mundo

Para aprendizes de Filosofia

Preocupações metafísicas referentes ao homem

Saber dos nossos antepassados

Sentido da educação filosófica

Significado de mito

Vivência da filosofia

 

EDUCAÇÃO/ENSINO

Encyclopédie de la philosophie

Educação

Ensino da Filosofia

Erasmus

Estudo da filosofia

Filosofia

Filosofia (Discip. ens. superior)

Filosofia (Prog. ens. secundário)

Filósofos (biografias breves)

Glossário

Philosophie & religion

Scientific Research Publishing

Stanford Encyclopedia of Philosophy

 

CONSULTA ÚTIL

Ciberdúvidas

Amnistia Internacional

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Lusofonia (CPLP)

ONU

UNESCO

União Europeia

 

ARQUIVO

Pensamentos

Provérbios

Sabia que...

Sete sábios da Grécia, Os

 

© 2003-2020 www.eurosophia.com - Todos os direitos reservados

Contacto

EuroSofia é um espaço de reflexão e de edição de textos

Última actualização: 09/06/20