A Filosofia é uma concepção do mundo e da vida, é amor pela sabedoria, é reflexão crítica e investigativa do conhecimento e do ser. António A B Pinela

 

Início EuroSophia Filosofia Filósofos Educação Glossário Ajuda Contacto
 

P

 

Papel Social

Modelo de comportamento que o indivíduo é forçado a adoptar por ser membro de um grupo social (Kendler).

 

Pedagogia

Ciência prática da educação. Arte de ensinar. Em sentido lato, a pedagogia é a reflexão sobre as doutrinas, os sistemas, os métodos, as técnicas de educação e de ensino, para lhes apreciar o valor e lhes procurar a eficácia, e para melhorar os processos de ensino-aprendizagem com vista aos fins últimos da educação, que consistem em: ensinar conhecimentos, formar homens, proporcionar a cada um realizar-se e desenvolver a sua personalidade e a sua inteligência.

 

Pensamento

Acto ou faculdade de pensar. O pensamento é o deslocamento mental do homem que permite o recuo, isto é, a interrogação, a dúvida, porque pensar é sempre pesar, medir o obstáculo surgido. O pensamento designa mais particularmente o acto de reflectir ou o produto da reflexão. Distingue-se a noção de pensamento, que é reflexivo, da de conhecimento, que parte imediatamente de um objecto real (o mundo, os homens, etc.) e não implica necessariamente a reflexão.

 

Pensamento Convergente

Pensamento orientado para a obtenção da resposta correcta a um problema. O aluno, colocado perante um problema, submete-se a instruções rígidas no sentido de encontrar uma solução única. O seu comportamento é conformista, prudente, rigoroso, mas limitado.

 

Pensamento Divergente

Pensamento criador, mensurável através da resposta a problemas deste tipo: «Que uso se pode fazer de um computador pessoal?» O aluno, colocado perante um problema, procura todas as soluções possíveis, não se limitando à conformação de uma solução já experimentada, desenvolve as suas respostas por meio de ensaios e erros, por aproximação experimental.

 

Perenidade

Qualidade de perene; perpetuidade; constância.

 

Personalidade

Forma assumida pela vida psíquica no homem normal e que supõe a individualidade, a consciência, e uma função de síntese que estabelece unidade e continuidade na vida mental, que distingue uma pessoa da outra.

 

Personalizar

Individualizar. Personalizar a educação ou o ensino é adaptá-lo a cada aluno em particular.

 

Pietismo

Corrente luterana que centrava a religiosidade, não na inteligência, mas na vontade e no sentimento. Mais precisamente, movimento religioso nascido em fins do século XVII no seio do luteranismo, especialmente na Alemanha. Rebelou-se contra o rigorismo secularista da ortodoxia calvinista e contra o racionalismo, promovendo a «conversão» no sentido da experiência vitalista da fé e da sua demonstração quer na rejeição do espírito mundano, quer na prática da piedade empenhada na vivência cristã.

 

Plano de Trabalho

Um plano é constituído por uma lista de elementos organizados hierarquicamente, em que todos os elementos do mesmo nível são alinhados verticalmente sobre a página, identificados por letras e números, ou só por letras, ou só por números, de modo sequencial. Um plano tem uma estrutura deste tipo: Tema do trabalho, Introdução, Primeira Parte – Capítulo I, Rubrica 1, 2... Capítulo II, Rubrica 1, 2... etc. Segunda Parte – Capítulo I, etc., Conclusão. Não é necessário escrever no plano, nem no trabalho, as palavras «Capítulo» e «Rubrica», é suficiente a indicação da numeração, escrevêmo-las apenas com sentido identificativo. Além da hierarquização temática, o plano é também uma estruturação pormenorizada de metas de trabalho, ordenando as actividades nos seguintes momentos: previsão temporal, pesquisa, organização e apresentação.

 

Pluridisciplinaridade

A seguir ao nível da multidisciplinaridade, temos um nível de pluridisciplinaridade que define as relações que se estabelecem quando várias disciplinas participam num projecto prático único: nestes casos há um problema cuja solução não pode ser dada por uma única ciência, mas exige a integração de vários pontos de vista, de informações tiradas de contextos diferentes, de teorias, práticas e modelos de verificação diferentes, cada um competente para uma parte. A relação entre as disciplinas é de pura troca de informações: uma troca que poderá também ser bastante ampla e fecunda e levar à definição de uma estratégia de solução do problema bastante articulada. Mas o carácter da relação que une as disciplinas é sempre de natureza prática, e está na necessidade de encontrar a solução para o problema técnico. Diz-se que um ensino é pluridisciplinar quando comporta várias disciplinas mais ou menos vizinhas nos diferentes domínios do conhecimento, de forma a compensar, por uma formação mais lata, a limitação que impõe ao espírito o estudo aprofundado duma ciência ou duma técnica muito especializada (cf. inter-, multi- e transdisciplinaridade).

 

Preconceito

Ideia formada por antecipação e sem fundamento correcto. No domínio sociológico corresponde a um conjunto de atitudes humanas baseadas em juízos apriorísticos sobre uma pessoa, objecto ou ideia, fruto de pressões sociais, do meio ou religiosas. Podem ser do tipo racial, religioso, filosófico, político, etc., e constituem fortes obstáculos à comunicação entre as pessoas, culturas e civilizações, funcionando como impedimento à evolução da humanidade e gerando graves conflitos sociais. São contrários ao espírito de pesquisa, à evolução do conhecimento e à prática dos direitos humanos.

 

Previsão

Ver por antecipação e exprimir o que poderá acontecer no futuro. Na previsão emprega-se como orientação, uma regra, princípio ou teoria. Uma previsão é a formulação da relação existente entre uma regra, princípio ou teoria e um conjunto de condições ou circunstâncias em que nem todas as variáveis podem ser controladas e em que a verificação não pode fazer-se senão a posteriori. A previsão baseia-se sempre em determinados contextos. Isto é, numa experiência actual, a partir da qual se procura prever o futuro, projectando ou extrapolando dados conhecidos.

 

Problema

Relativamente à educação e ao ensino, este termo designa: 1) Uma questão de ordem geral a resolver, que se presta à discussão. Exemplo: um problema de método, um problema moral. 2) Uma questão especial, particular, cuja resposta se obtém por meio de um método apropriado e de um conhecimento prévio da matéria. Exemplo: um problema de álgebra, um problema técnico, social, etc. Há problema se, conhecendo um certo número de informações respeitantes a uma situação, o indivíduo se propõe deduzir dessas informações esclarecimentos não explicados inicialmente. Com efeito, resolver um problema é analisar a situação e as informações dadas, separar eventualmente cadeias de situações elementares, esquematizá-las a fim de pôr em evidência as relações matemáticas, ou outras, que as descrevem, utilizar essas relações e as suas propriedades para deduzir delas os ensinamentos procurados. É fundamentalmente a inteligência que permite resolver os problemas

 

Problemática

1) Desenvolvimento de um problema pela reflexão: a análise do sentimento do dever é uma "problemática" moral. De outra forma dito, a problemática é a arte de elaborar e de colocar claramente os problemas, e também de os resolver rigorosamente. 2) Designa também o conjunto dos problemas que se colocam a uma ciência, num contexto ideológico dado. Uma grande descoberta científica ou uma mutação histórica determina uma mudança de problemática que não é mais do que a transformação de uma ideologia: com efeito, uma problemática é sempre definida pelos limites do horizonte ideológico da qual ela é produto. A problemática pode ser científica ou filosófica, mas é algo que está sempre em aberto, na medida em que se transforma com os dados do saber.

 

Problematizar

Tornar em problema; pôr em dúvida. Questionar. Dar forma de problema a.

 

Programa

No que concerne ao ensino, este termo designa uma estrutura ordenada e formalizada das finalidades e objectivos do programa, dos esquemas conceptuais e conteúdos programáticos, das indicações metodológicas e actividades, dos recursos educativos e bibliografia mínima, indicações sobre a avaliação, relativas a uma disciplina e nível de ensino.

 

Projecto

No quadro de uma pedagogia do interesse, o vocábulo projecto designa a concepção de um processo segundo o qual o espírito deve desenvolver uma actividade com vista a um fim preciso. Esta actividade comporta dificuldades que o aluno deve vencer, problemas que ele deve resolver, noções que deve compreender e definir, planos que deve elaborar. Deste modo, na sua concepção e na sua elaboração, o projecto implica uma reflexão e uma ordenação metódica. A sua aplicação exige a intervenção do professor a fim de que o projecto possa servir para fazer atingir os fins visados, e para abrir desenvolvimentos ulteriores.

 

Psicopedagogia

Aplicação de conhecimentos da psicologia (da criança e do adolescente) às práticas pedagógicas. Esta disciplina engloba um número de elementos e de relações que estruturam a situação pedagógica: finalidades e objectivos, características do aluno e do mestre, relações entre docente e discente, aprendizagem de um conteúdo, etc. A psicopedagogia propõe-se estudar as relações que se estabelecem entre os quatro pólos da situação pedagógica: os alunos, o professor, o objecto de estudo e o seu suporte, o meio próximo e distante. Como ciência de educação, a psicopedagogia consagra-se mais particularmente aos factores de ordem psicológica ou pedagógica que facilitem ou bloqueiem as comunicações na rede que une os quatro pólos. De um ponto de vista normativo, ela propõe-se facilitar as comunicações (Antoine Léon).

 

Puberdade

Passagem da infância à adolescência caracterizada por um conjunto de modificações fisiológicas e psicológicas. A puberdade comporta transformações secundárias que se manifestam exteriormente; manifestações de ordem sexual, hormonal; uma actividade endócrina e nervosa. A puberdade é acompanhada por comportamentos particulares: garridice, pudor, valorização de si próprio, apelo para um parceiro, narcisismo.

 

Puericultura

Conjunto dos métodos próprios para assegurar o crescimento, o desenvolvimento, o pleno desabrochar orgânico e psíquico da criança, no decurso da primeira infância, até aos 3-4 ano.

 
 

EBOOKS/FILOSOFIA

 

Horizontes da Filosofia

|

A Fundamentação Metafísica da Esperança em Gabriel Marcel

|

Vergílio Ferreira e o Existencialismo

|

A Razão Universal em Álvaro Ribeiro

!

A felicidade segundo Santo Agostinho

|

Rousseau denuncia as causas das desigualdades

|

Felicidade e Natureza Humana Segundo David Hume

 

EBOOKS/EDUCAÇÃO

 

Organização e Desenvolvimento Curricular

(Est. universitários, professores)

|

Como Organizar Um Trabalho Escolar

(ens. secundário, universitário)

|

Ciências da Educação: Glossário

 

APOIO ESCOLAR

 

Fale connosco

 

Ensino da filosofia

Estudo da filosofia

Filosofia (Prog. ens. secundário)

Filosofia (Discip. ens. superior)

Filosofia (textos)

Filósofos (biografias breves)

Glossário

 

Amnistia Internacional

Erasmus

Lusofonia (CPLP)

ONU

UNESCO

União Europeia

 

ARQUIVO

 

Educação

Pensamentos

Provérbios

Sabia que...

Sete sábios da Grécia, Os

 

© 2003-2017 EuroSophia.com - Todos os direitos reservados

Utilização de textos

Contacto

EuroSofia é um espaço de reflexão e de edição de textos

Última actualização: 14/06/17