Sócrates morreu em defesa da Filosofia, conversando com amigos e discípulos.

EuroSophia e um espaço de reflexão e de edição de textos

Início EuroSophia Filosofia Filósofos Glossário Os meus livros/eBooks Contactos
 

REFLEXÕES

 

Os horizontes que temos do mundo

Vivemos num mundo que nos é familiar, no qual desenvolvemos experiências e saberes. É com as coisas do mundo que nos relacionamos: objectos, pessoas; manifestações culturais, políticas e sociais; acontecimentos, coisas.

 

É assim que, desde o nascimento, o ser humano vai tendo experiências: primeiro com a família (a mãe, primeiro): faz as primeiras aprendizagens que são essências para o seu percurso; depois, consigo próprio: a experiência de que tem um corpo, que vê modificar-se no decurso do seu crescimento; com os amigos: faz a assimilação dos valores sociais; na escola: adquire conhecimentos, capacidades, competências e valores; com a envolvência social: adquire a formação cívica e cultural; com os diversos objectos do mundo que o rodeia: adquire o conhecimento que lhe permite a vivência concreta. Deste modo, a familiaridade que temos do mundo é o resultado da construção das significações que adquirimos pela educação, cultura, tradição, hábitos, usos e costumes.

 

Significações que possibilitam que cada pessoa construa uma imagem, mais ou menos nítida, do que é o mundo, no qual desenvolve as vivências que se traduzem por experiências significativas. É com o saber desta experiência que vamos construindo um mundo à nossa medida, denominado o nosso mundo. Todas estas imagens que perduram, construídas num espaço e no tempo, pelos sujeitos da experiência, têm em comum uma estrutura fundamental: são as imagens de um mundo que cada um constrói e ocupa, de um determinado ponto de vista, no qual as coisas, situações e acontecimentos se distinguem, a partir dos conceitos que delas criamos.

 

Que mundo é este que conceptualizamos? É o mundo de cada um de nós, tal qual o sentimos e vivemos. Este horizonte que temos do mundo é construído de um modo subjectivo-relativo, que se limita ao âmbito da nossa vivência. Porquanto, cada um de nós vive a sua própria experiência, e não as experiências alheias (António A. B. Pinela, Os horizontes que temos do mundo, www.eurosophia.com, 2017, pp. 67-69).

Mais informação

 

Preocupações metafísicas referentes ao homem

Mas nem só de “coisas práticas” se alimenta o homem, também o nutre um conjunto de questões que designamos por metafísica, consideradas mais teóricas, reflectidas no campo da filosofia. Indicamos algumas destas questões que concernem ao que há de mais profundo na vida humana, tais como as que são: referentes ao homem... Ler Mais

 

Muito se tem dito sobre a filosofia

«Desde a sua origem, muito se tem dito sobre a filosofia. Para uns é muito importante, pois, diz-se, ela nos faz pensar e ajuda-nos a procurar o caminho da verdade; para outros, não é tanto assim, não passando de pura elucubração que anima o espírito dos filósofos. Pois que seja como cada um julgar. Filosofia é liberdade.

Desde que me encontrei com a Filosofia, intui que esta disciplina é uma concepção do mundo e da vida, é amor pela sabedoria, é reflexão crítica e investigativa do conhecimento e do ser. É, portanto, um caminho para a verdade. Ler Mais

 

Ética e cidadania

São incomensuráveis as transformações que ocorreram desde as primeiras experiências filosóficas e a instauração da democracia pelos antigos gregos, há 2500 anos, fruto da evidência da razão, que desmistificou os preconceitos míticos e a força das tiranias, mostrando aos cidadãos a origem do poder. Ler Mais

 

Contradições da natureza humana

Nem sempre somos dados a profundas reflexões. No entanto, em determinados momentos da nossa existência damo-nos conta de que estamos a pensar sobre os nossos sentimentos e os nossos actos, levados por perguntas que nos ocorrem em catadupa. São pequenas coisas, alguns obstáculos ou grandes acontecimentos de que somos protagonistas, que nos conduzem ao pensamento... Ler Mais

 

A natureza humana

Se o homem não era nem vicioso nem mau, como terá chegado ao estado de violência em que está hoje? (...) A questão implica necessariamente esta outra: poder-se-á apreender a natureza humana independentemente da sua história? (...) Para se compreender o sentido da natureza humana, não se poderá renunciar à ideia de um devir histórico. E compreender este devir será, ao mesmo tempo, perceber as alterações que a humanidade sofreu, bem como o seu afastamento da bondade original. Portanto, uma vez que (...) a sociedade é obra humana, segue-se desta proposição que o homem é o único culpado das suas desgraças e carrega a culpa de todo o mal que faz a si mesmo. Ler Mais

 

Desconsideração pelos bens espirituais

O Presidente do Brasil (Bolsonaro) diz que quer acabar com as faculdades de Filosofia e de Sociologia. Segundo traduzo o seu pensamento, estas disciplinas não produzem economia. O que importa, para ele, é criar bens que tragam mais-valia, que produzam impostos… O resto não interessa…

Em Portugal também já têm surgido alguns sábios com este tipo de pensamento, embora não tão radicais como Bolsonaro... Continue a ler... Ler Mais

 

A crítica

No sentido corrente (ao nível do senso comum), a crítica é um juízo desfavorável (a crítica é o contrário de elogio). No entanto a crítica não é isso. É, antes, um estudo ― uma apreciação ― destinado a avaliar uma obra, um procedimento, uma atitude, de modo favorável ou desfavorável, procurando situar o seu contexto, as significações expressas ou subentendidas, os tipos de raciocínio, etc. (façam um comentário crítico deste texto, diz o professor). A crítica é, portanto, análise, comentário, estudo ou exame de argumentos, de razões, de motivos, de textos, de obras de arte, de factos, de acções, procedimentos, etc., com a finalidade de formular juízos... Ler Mais

 
Sentido da educação filosófica

Falaram-me há dias do sentido.

Que é para ti o sentido?

Que sentido?

O sentido que faz sentido!

Referes-te ao sentido da vida e das suas contradições?

Sim. Achas que tem sentido?

Creio que falas do sentido de viver, de ter, de ser e de aprender…

Sobretudo de aprender e de Ser.

Naturalmente que aprender e Ser faz sentido!

Mas diz-me, existe diferenças entre aprender e ser?

Ou seja, para aprender é necessário Ser, achas que isto tem sentido?

Tem sentido aprender? Ler Mais

 

A exigência do rigor reflexivo

Álvaro Ribeiro, filósofo português, mostra uma certa mágoa pelo facto de algumas críticas considerarem que a língua portuguesa é destituída de qualidades que a tornem apta para a expressão filosófica. No entanto, segundo considera o filósofo, a responsabilidade daquelas críticas não deve ser atribuída à língua portuguesa, que seria neste caso um mau instrumento de expressão filosófica, mas sim a alguns dos que comunicam as suas próprias reflexões... Ler Mais

 

Para aprendizes de Filosofia

Andam por aí, nas redes sociais, alguns comentários sobre FILOSOFIA, o que é muito bom. No entanto gostava de deixar registado que, no discurso filosófico, não há lugar para a afronta, pois Filosofia é essencialmente LIBERDADE. Cada um apresenta os seus argumentos, e quem não está de acordo, apresenta os seus. Sempre assim foi, desde Sócrates. Nada mais simples, como simples é a Filosofia. Ler Mais

 

Filosofar requer reflexão

Ora bem, como ponto de partida, o aprendiz de filosofia deverá estar predisposto para a apreensão da dimensão do pensamento filosófico, o sentido da reflexão, o gosto pelo saber. É preciso ter presente que esta disciplina é um pouco diferente das restantes; não se aprende com uma breve leitura; requer análise, reflexão, questionamento; requer que se tome posição sobre a vida, os acontecimentos e o mundo. E requer também que o ser filosofante olhe para além de si mesmo. Ler Mais

 

Das coisas simples se faz filosofia

Ainda a propósito das “dificuldades” da Filosofia, leiamos, já a seguir, a belíssima quadra do grande poeta (dito popular) algarvio, António Aleixo:

 

“Eu não tenho as vistas largas,

Nem grande sabedoria,

Mas dão-me as horas amargas

Lições de filosofia”.

 

Ler Mais

 

A vivência da Filosofia

Deveremos considerar, desde o início do estudo desta disciplina, que a sua aprendizagem deverá ser vivida, isto é, deverá ser estudada, reflectida e experienciada, e não memorizada ou “cabulada”. Ler Mais

 

O saber dos nossos antepassado

A filosofia nasce num determinado momento específico da nossa cultura. Segundo a tradição, esse momento situa-se nos finais do século VII, princípios do século VI a.C. No entanto, a preceder este tempo, o homem percorreu um longo caminho, em que ele não tinha ainda ideias muito claras sobre si mesmo, nem pensamentos distintos e bem definidos sobre as coisas, a vida e o mundo. Ler Mais

 

Significado de Mito

Esta palavra deriva do grego (Mythos – fábula, lenda) e significa o relato dos tempos fabulosos e heróicos do passado. Esta breve definição encerra, em si, uma característica comum a todos os mitos daquele tempo: o seu carácter fabuloso, algo inventado, sem existência real, mas crível para os povos que viviam e praticavam o mito. Ler Mais

 
 
 

LIVROS/EBOOKS

 

Horizontes da Filosofia

 

PVP: 9,00 €

 

Ver informação

 

 

Para que serve a Filosofia

 

PVP: 8,00 €

 

Ver informação

 

 

A Fundamentação Metafísica da Esperança em Gabriel Marcel

 

PVP: 13,50 €

 

Ver informação

 

 

Organização e Desenvolvimento Curricula

 

PVP: 19,40 €


Ver informação

 

 

Como organizar um trabalho escolar

 

PVP: 3,00 €

 

Ver informação

 

 

Vergílio Ferreira e o Existencialismo

 

PVP: 5,00 €

 

Ver informação

 

 

Ciências da Educação: Glossário

 

PVP: 4,00 €

 

Ver informação

 

 

A Razão Universal em Álvaro Ribeiro

 

PVP: 4,00 €

 

Ver informação

 

 

Rousseau denuncia as causas das desigualdades


PVP: 4,00 €

 

Mais informação

 

 

A felicidade segundo Santo Agostinho

 

PVP: 4,00 €

 

Mais informação

 

 

Felicidade e Natureza Humana Segundo David Hume

 

PVP: 4,00 €

 

Mais informação

   

EDUCAÇÃO/ENSINO

 

Filosofia (Prog. ens. secundário)

Filosofia (Discip. ens. superior)

Disputatio International Journal of Philosophy

Encyclopédie de la philosophie

Educação

Erasmus

Philosophie & religion

Stanford Encyclopedia of Philosophy

 

CONSULTA ÚTIL

 

Ciberdúvidas

Amnistia Internacional

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Lusofonia (CPLP)

ONU

UNESCO

União Europeia

 

ARQUIVO

 

Pensamentos

Provérbios

Sabia que...

Sete sábios da Grécia, (Os)

 
© 2003-2019 www.eurosophia.com - Todos os direitos reservados Webmaster: arb.pinela@sapo.pt
Sobre o autor dos textos Última actualização: 22/06/19
Utilização de texto Contacto